Vestido de Marca

O mundo da moda é um organismo vivo e como tal se agita muito a cada mudança de estação. São novas tendências, modismos, estilos, enfim, são mudanças que nunca param de acontecer. Uma das peças mais bonitas do vestuário feminino são os vestidos.

Que mulher nunca desejou deslizar em um vestido de marca, assinado por um renomado estilista, arrasando em uma festa, desviando todos os olhares para si? Ah com certeza este é um desejo de muitas mulheres. A vaidade faz parte do universo feminino, por mais simples que seja a mulher. Sim porque para vestir-se com beleza e elegância a simplicidade é uma boa dica. Os estilistas costumam ousar em seus vestidos de marca, maravilhosos, deslumbrantes, exóticos, mas alguns deles, os mais exuberantes são feitos especialmente para as passarelas. Em ocasiões especiais um vestido clássico sempre cai muito bem, qualquer mulher pode vestir um clássico sem medo de errar.

A moda vai e vem, já diziam nossas avós, e sabemos que elas tinham toda a razão. Se pegarmos uma revista de moda de décadas atrás, encontraremos as inspirações da moda atual, modificada claro, com alguma novidade, alguns detalhes diferentes, mas a base é a mesma. Podemos ver os comentários dos desfiles de passarela, anunciando as tendências da próxima estação e descrevendo os modelos como “inspirados nos anos dourados” por exemplo.

O mesmo acontece com os vestidos de marca, a moda masculina, moda jovem, etc. São vários setores de um mesmo segmento, de ciclos ininterruptos que precisam de inspiração constante, as tendências vão e vem em ciclos assim como as estações do ano. Grandes estilistas famosos assinam roupas e vestidos de marca, coleções inteiras, mas a moda não vive apenas disso, mesmo porque vestir roupas assinadas é um privilégio de um público muito seleto, e além dessas pessoas existem milhares de consumidores de moda.

Então como se vestem os outros milhares de pessoas de classe média e classe baixa? Não pense que roupas da moda e vestidos de marca não circulam nesses meios menos favorecidos, ao contrário. A vaidade, como já disse antes, faz parte do universo feminino, e do masculino também. Portanto vestir-se bem não está vinculado ao poder aquisitivo, e sim ao bom gosto e jogo de cintura. Moda também se faz em casa, experimentando, jogando, incluindo acessórios aqui e ali.

Para que uma moça se sinta maravilhosa em um evento importante de sua vida, ela não precisa necessariamente estar usando um vestido de marca. O mais importante é que ela goste da roupa que está vestindo, que se sinta bem com ela, que tenha atitude, boa postura e muita personalidade. Estar vestida de acordo com a moda com certeza é muito legal, mas muito mais legal é sentir-se feliz, estar de bem com a vida e amar a si própria e isto nenhuma “marca” poderá te proporcionar.

Gostou do artigo sobre Vestido de Marca? Veja mais sobre Dicas de Moda aqui!

Dicas de Moda - Artigos mais visitados